segunda-feira, 29 de março de 2010

Papelzinho no Parque





Confesso que quando recebi o convite para fazer o Papelzinho no Varal no Parque Municipal de Maceió tive receio. O Parque fica muito longe de onde acontecem as coisas na cidade, não tem ônibus que passe por perto, a maioria das pessoas nem sabem da existência dele, e quando sabem dela – a existência – não sabem da localização. Para transformar o receio em temor, choveu em Maceió nos dias que antecederam ao evento. Todos sabemos que o brasileiro em geral não gosta de sair de casa com chuva, muito menos ir a um parque, onde a mata atlântica e os bambus invasores não seriam suficientes para protegê-los das intempéries. A previsão do tempo era de chuva. Na verdade, o parque estaria sem condições de receber o evento se houvesse algo mais intenso que chuvisco. E como naquela propaganda da Polishop, “e não é só isso”, liguei para alguns participantes do Papel no Varal, experientes em dizer poemas, e quase nenhum poderia participar.

Porém os deuses da poesia estavam ao nosso lado. O domingo amanheceu banhado pelo dourado do sol e pelo azul do céu tropical de Maceió. Depois de ler dissertação, portais, blogs e jornais (feliz com a matéria de capa no caderno de cultura da Tribuna e boas indicações em outros periódicos) e algo antes das 15 horas, eu estava solitário pela estrada de Bebedouro, imaginando como conduziria o evento. Depois da estação de trem ao entrar à direita, um ônibus à minha frente tirou-me do piloto automático. Era um ônibus escolar, na verdade eram dois ônibus repletos de crianças fardadas espargindo alegria pelas janelas. Os ônibus iam em direção ao parque, e aqui faço mais outra confissão: chorei. Após ultrapassá-los, reduzi a velocidade e, com a pele eriçada, não consegui segurar a emoção ao ver frutos tão belos de uma semente plantada com muito carinho, porém pouca expectativa. Consigo me recompor antes de passar pela portaria do parque e receber o selo de visitante. Sigo pela Trilha Cidadã, passando pelo Recanto dos Jacarés, até chegar ao local do evento.

Cenário pronto: palco, som, cadeiras, carrinho de pipoca, algodão doce, picolé, sucos, água de coco, tudo cercado pela mata atlântica e recheado de muitas crianças e um bom bocado de adultos. Sim, o varal, pendurado nos troncos das árvores, estava repleto de poemas e a banca de livros, ao fundo, completava o desenho. Danielle e nossa turma do Instituto Lumeeiro tinham feito um excelente trabalho na produção, em parceria com a equipe da Sempma.

Passava pouco das três da tarde quando iniciamos a décima primeira edição de nosso projeto, sendo a primeira no formato Papelzinho no Varal. Com o Convite de José Paulo Paes, dei a partida. Para minha surpresa as inscrições que chegavam aos nossos monitores eram muitas e de crianças. As leituras se sucederam impregnando poesia nos galhos e folhas que tremulavam em sinal de aquiescência. Surpreendeu-me a consistência de algumas das leituras infantis. Aqui, acolá um adulto chegava ao palco para tornar a festa eclética. E ao final do primeiro bloco, Cris Braun dominou a cena fazendo um rap-poema que agitou a meninada. Chamamos o intervalo musical, regado com pipocas e companhia. Ezra Mattivi, acompanhada por Janeo no teclado, mostrou sua experiência em lidar com o público infantil e fez uma bela apresentação, passando por canções autorais, tradicionais e populares. Houve certo atropelo com a fila do lanche que tirou a atenção de parte das crianças a partir de então. Mas nada que tirasse a alegria da festa poética que continuou no segundo bloco até as cinco da tarde com o cair do sol sobre mais de duas centenas de presentes. O sarau foi encerrado com o secretário Ricardo Ramalho recitando de cor Clarice Lispector, enquanto humildes crianças fardadas caminhavam enfileiradas em direção aos ônibus, deixando um rastro de felicidade que ainda perdura em minha lembrança. Essa emoção, pretendo guardá-la para sempre.

..........

O Papelzinho no Varal foi uma promoção do Instituto Lumeeiro em parceria com a SEMPMA, e contou com o apoio da FMAC, IZP, SuperPizza e FikaFrio.

30 comentários:

  1. Parabéns pelo caráter desse papel(zinho) no varal Ricardo. Todo mundo gosta de poesia, é só a oportunidade chegar um dia, ou aparecer num varal :)

    ResponderExcluir
  2. Lindos, lindos, Ricardo - tanto a iniciativa quanto seu texto emocionado e as fotos. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo evento! Ações como esta levam a cidadania aos menos favorecidos. Tenho certeza que aquele dia também ficará na lembranças daquelas humildes crianças. Pinto de Luna

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, amigo. abraço e sucesso para outros eventos do tipo.
    Marcelo Malta

    ResponderExcluir
  5. Gol de placa,amigo;sensibilizar a criançada,coisa de avô...moderno!Abraço carinhoso,Vera

    ResponderExcluir
  6. Oi Ricardo!!!
    Sempre acompanho os eventos do papel no varal e fico torcendo que quando for a Maceio de ferias tenha oportunidade de ir num sarau de poesias!!!
    Fiquei emocionada em ler seu texto!!!
    Parabens!!
    e 'keep up the good work'!!
    Beijos
    Aida

    ResponderExcluir
  7. Oi Ricardo!!!
    Que bom que deu tudo certo.Aguardando o próximo.
    Abraços, Luciano

    ResponderExcluir
  8. AMIGO!
    Lindo demaiiiss!! Me surprendi com a presença das crianças e o envolvimento do Secretário Ricardo Ramalho. Parabéns!!
    AH!! Quando será o nosso mesmo??
    BJINHUS!!
    Malu

    ResponderExcluir
  9. Meu Deus que Maravilha! Lendo parece até que eu estava lá tbm.
    Emocionante Amigo! Parabens!

    ResponderExcluir
  10. Companheiro Ricardo Cabus, eu também confesso que fiquei apreensiva com a ameaça de chuva e literalmente pedi ao meu Deus que não chovesse e se chovesse fosse chuvisco. E fui atendida! Creio que não eu, e sim todas aquelas crianças que se fizeram presentes,pois poesia e criança juntas, transformam-se no divino, no belo. Parabéns. Florencia Matias

    ResponderExcluir
  11. Parabéns! As fadas estão do lado daqueles que fazem o "bom"!

    Walter Karwatzki, de POA!

    ResponderExcluir
  12. Parabéns por seu trabalho que tanto tem encantado o público, agora pode-se dizer vários públicos. A criançada merece um trabalho desta natureza!!! Prabéns!

    Rosana Dias

    ResponderExcluir
  13. Nossa amei!! Desejava muito um evento assim na cidade e ainda mais para as nossas crianças tão carentes de oportunidades culturais e no parque municipal!!!! Aquele lindo pedaço da natureza, foi demais!! Parabéns Ricardo!! Aguardo ansiosa o próximo papelzinho no varal. Abço Jane Guerra

    ResponderExcluir
  14. Parabéns por seu trabalho que tanto tem encantado o público, agora pode-se dizer vários públicos. A criançada merece um trabalho desta natureza!!! Prabéns!

    Rosana Dias

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelo evento! Ações como esta levam a cidadania aos menos favorecidos. Tenho certeza que aquele dia também ficará na lembranças daquelas humildes crianças. Pinto de Luna

    ResponderExcluir
  16. Ricardo:

    Emocionante, muito emocionante tanto o Papelzinho como seu depoimento. Foi a prova inconteste de que a poesia alimenta a alma de todos: adultos e crianças, pobres e ricos, letrados e iletrados. Quando se mistura com natureza fica muito melhor! Continuamos dispostos a sonhar e a voar alto!
    Ricardo Ramalho

    ResponderExcluir
  17. Ricardo! Fiquei muito feliz e muito alegre em poder cantar pras crianças nesse lindo evento. Vamos fazer mais e mais pelos nossos pimpolhos, pois aqueles olhinhos atentos e tao radiantes vao sempre nos inspirar para dar lhes outra oportunidade. OBRIGADA

    ResponderExcluir
  18. Amigo Ricardo, não estava lá, mais uma vez, mas confesso, quem sai perdendo sempre sou eu e lendo seu texto fiquei muito emocionada.Parabéns viu?Um super abraço
    Wilma Araújo

    ResponderExcluir
  19. Querido!

    O Varal já é efetivamente parte da vida cultural de Maceió! Sempre temos algo que nos preocupa antes da realização de cada Varal, preocupações essas que se transformam em satisfação vinda do sucesso ao final de cada um!!! Essa pré-ocupação, essa tensão que antecede a realização, como se cada um fosse o primeiro, demonstram a seriedade, o carinho e a competência com que esse projeto é tratado. Sinto muiiiito mesmo não ter podido estar nessa edição histórica do Varal. Mas trago pra vc lembranças do Drummond... rsrsrs
    Mais uma vez PARABÉNS!!!
    Letícia

    ResponderExcluir
  20. Que maravilha!!! Torci muito pelo sucesso deste evento, principalmente por tratar de despertar a poesia na e da criançada. Acredito que com ações deste tipo, voltadas para esse público específico, teremos uma sociedade mais justa e pacífica no futuro. Parabéns, e sucesso nas próximas edições que, pelo que 'os deuses' demonstraram, tem tudo para parar com o mau tempo. Fábio

    ResponderExcluir
  21. De fato foi um dia maravilhoso! Vamos repetir a dose para toda criançada. Aproveito para registrar que muitos pais e a criançada da escola Espaço Educar estavam lá também. Parabéns pela iniciativa!
    Abraços,
    Erivaldo Lessa

    ResponderExcluir
  22. Theresa Siqueira2 de abril de 2010 02:47

    oi Ricardo, estava lá, como mãe e como grande admiradora do papel do varal. Você conseguiu expressar muito bem, a emoção e a poesia daquela tarde de domingo. Minha filhas de 5 e de 9 anos (essa ultima tem sido uma fã do papel no varal) amaram e torcem para mais uma nova edição do papelzinho.
    Obs: vi que tinha algumas pessoas fotografando e filmando o evento, como conseguimos acessar esse material?
    Parabens a todos que organizaram este evento.

    ResponderExcluir
  23. Pessoal, vamos sim trazer o papelzinho de volta, em breve. Quem sabe nas férias de meio do ano em um local fechado, devido às chuvas. As fotos estão disponíveis no endereço http://picasaweb.google.com.br/papelnovaral/20100328PapelzinhoNoVaralNoParqueMunicipal#
    e filmagens ainda estão sendo processadas, mas em breve colocaremos trechos no youtube. Estamos trabalhando para as comemorações do primeiro aniversário do Papel no Varal. Assim que tivermos novidades, divulgaremos. Muito obrigado a todos pelo apoio.

    ResponderExcluir
  24. Trabalho sério, bonito, importante e de resultados excelentes. Vi também na televisão
    PARABÉNS!
    Honilda

    ResponderExcluir
  25. Sucesso total, rs.
    MInha irmã foi com meu sobrinho. Eu avisei e hoje ela chegou aqui no Recife me contando tudo.
    Eles adoraram, rs. Meu sobrinho tem quase cinco, ainda nao entende bem das letras, mas gostou do evento, cantou junto, aplaudiu, curtiu. E gostou da ponte e dos jacarés. Bingo pela escolha do Local...
    Beijos e abraços. Mãos às obras... isso, ao pé da letra...

    ResponderExcluir
  26. Valeu Ricardo!

    Parabéns pelo seu trabalho em divulgar a poesia.

    Foi fantástico o evento no Horto com as crianças.

    Abraços

    Luna

    ResponderExcluir
  27. Oi Luna

    O evento não foi no Horto e sim no Parque Municipal de Maceió, em Bebedouro, no Projeto
    Arte no Parque

    ResponderExcluir
  28. CAro Renato, parabéns por um projeto tão bacana, e fiquei muito emocionada com seu texo.. deve ter sido uma delicia presenciar tamanha alegria.. Parabens!

    Manuela Magalhães
    manumagalhaes@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  29. Sou do Rio Grande do Sul, este estimula a criatividade das crianças. Lembro das rodas de verso na minha infância. Realmente nosso Brasil é muito rico culturalmente.
    Abraços!!!
    Alcindo Pereira

    ResponderExcluir